Mangá: Hoshino, Me wo Tsubutte.

Volumes: 10(Em andamento)

Arte e História: Kouhei Nagashii

Sinopse: Kobayakawa é um estudante do ensino médio apático que acredita que a vida escolar é branda e enfadonho; ele não quer se relacionado com os chamados “normais”. Um dia, ele conhece uma garota chamada Hoshino Misaki, que parece ser uma daquelas pessoas “chatas”. No entanto, ele logo percebe que ela é diferente dos outros; ela é realmente uma garota muito carinhosa e corajosa que quer ajudar os outros. Não só isso, mas ele descobre o seu segredo: ela não consegue se maquiar sozinha! Como um membro do clube de arte, ele é solicitado pela irmã de Hoshino para maquiar ela – e toda a sua vida na escola muda.

Dedeco: Hoshino, Me wo Tsubutte me trouxe vários sentimentos mistos. Primeiramente acho importante falar dos personagens principais que é a Hoshino e o Kobayakawa. O relacionamento deles começa de maneira bem atípica: o Kobayakawa criando o vínculo de maquia-la todos os dias.  Lendo a história teve vários momentos que eu morri de rir e também teve momentos que você ficava mal junto com o personagem, porque ficamos imersos na obra, nos colocando no lugar dos personagens. Acho legal também nesse mangá que ele aborda muito sobre os obstáculos que os personagens colocam no próprio caminho e em como eles os superam. Outra coisa que chama muita a atenção é em como o traço dessa obra é lindo e bem limpo, sem muito uso de sobras. Para quem gosta de um bom drama, esse mangá é super recomendado.