Mangá: Ichigo 100%

Volumes: 19 (Completo)

Arte e História: Mizuki Kawashita

Sinopse: A história fala sobre Manaka Junpei que é um simples estudante ginasial cujo objetivo é entrar no Colégio Izumisaka. Seu sonho é se tornar um grande diretor de filmes e esse colégio é o único que possui um clube voltado só para filmagens. Um certo dia, enquanto pensava na vida no teto de sua escola, uma garota despenca na sua cabeça e, a calcinha dessa garota fica a mostra e Junpei reparou que tinha de estampas com moranguinhos (daí vem o nome Ichigo – morango). Ela se desculpa e sai correndo toda envergonhada, enquanto Junpei fica atordoado e todo apaixonado pela moça. Mas há um porém: ele nunca a viu na escola e a sua única pista é um caderno que estava no chão e, pelo que parece, pertence a ela.

Dedeco: A história me cativou bastante desde o início, por se tratar de uma obra com um protagonista que não se dá nada bem com as mulheres. O Junpei tem um desenvolvimento de maturidade durante a obra que me deixou muito impressionado. E não só ele, como todas as heroínas tem o seu momento e um grande desenvolvimento. Lembrando que o mangá tem um final bem diferente do anime, logo vale a pena ler a obra.

OBS: A obra meio que teve um spin-off, chamado Ichigo 100%: East Side Story, tendo como foco a heroína Aya Toujou.