Artigo: Especial Makoto Shinkai

Fala nação otaku,tudo bem com vocês? Esse é um especial que tive muito prazer em fazer, já que sou muito fã das obras do Makoto Shinkai. Aqui você vai encontrar um pouco das história do autor e das suas obras. Espero que vocês desse artigo que foi feito de um fã para os outros fãs.

1.0 – BIOGRAFIA:

Makoto Shinkai (Makoto Niitsu), nasceu em 9 de fevereiro de 1973, no município de Koumi na província de Nagano. Se formou em 1994 na Chuo University, onde era membro de um clube de literatura, e fazia artes de vários dos livros. Sua animação favorita é, O castelo voador, do diretor Hayao Miyazaki, o que pode se dizer como ironia do destino, já que hoje o Makoto é chamado de “O novo Miyazaki”, pela  genialidade da suas obras.
Depois de se formar, ele trabalhou cinco anos em uma desenvolvedora de jogos chamada, Falcon. Seu trabalho nessa empresa era de design gráfico, produtor de animações (de jogos) e material para web. Nesse tempo ele conheceu o grande musico e compositor Tenmon, que viria a ser um grande parceiro do Makoto em suas obras.

2.0 – Estúdio CoMix Wave Films:

Antes de se tornar o estúdio que conhecemos hoje, a empresa era parte de um grande grupo chamado, CoMIX Wave INC, que foi fundado em 1998(esse era composto de varias outras empresas uma delas hoje é a ADK), O Studio que conhecemos hoje como CoMix Wave Films, foi oficialmente fundado em 2007 e é conhecido por ser o distribuidor e produtor das obras do Makoto Shinkai. Juntos os dois já produziram 12 animações, e vários comercias para televisão.

3.0 – Principais obras:

– Other Worlds (1997) 

Sinopse: A historia fala sobre uma mulher e um homem que estão terminando um relacionamento.
O primeiro curta do Makoto a ser lançado. ele possui apenas 1 minuto e 30 segundos, entretanto já é possivel ter  uma previa do que esse grande diretor tem a nos oferecer. A animação é bem rustica e traz bem a dor e a tristeza de se terminar um relacionamento.

Other World (Sub ESP)

 

– Kanojo to Kanojo no Neko (1999) 

Sinopse: O curto conta o cotidiano de um gato e sua dona. Ele consegue ser muito interessante e triste apesar da premissa simples e da duração, mostrando que boas histórias não precisam ser mirabolantes e carregadas de fatos e outros acontecimentos.
“Essa história fala de amor na sua forma mais pura e simples, sem esperar nada em troca, apenas dois confidentes que dividem juntos a solidão de suas vidas”- . Essa foi a primeira obra do Makoto Shinkai a ser mais reconheida. A animação dura cerca de 5 minutos. Mesmo com uma premissa tão simples e o pequeno tempo de duração, o Makoto conseguiu produzir uma verdadeira obra de arte.

A animação teve uma adaptação para  anime em 2016, pelo estúdio Liden, sobre a direção de Kazuya Sakamoto. A adaptação teve 4 episódios com a duração média de 7 minutos por episódio. Sinceramente, eu ainda prefiro a original, mas essa adaptação foi muito bonita de se ver. Essa animação ganhou dois prêmios no Japão,o  Human Grand Prix in SKIP Creative Human award (2000) e o Grand Prix in 12th DoGA CG-animation contest.

Curiosidade: O próprio Makoto é o seiyuu do gato nesse filme.

Kanojo to Kanojo no Neko (Sub BR):

 

– Hoshi no Koe (2002)

Sinopse: O projeto de exploração de Marte foi destruído por um ataque alienígena em 2039. Sete anos mais tarde, as Nações Unidas lançam uma missão de busca e destruição dos Aliens no espaço profundo. Mikako e Noboru terminaram suas provas para entrarem na escola secundária… ou assim parecia ser. Entretanto Mikako é escolhida para participar como piloto desta missão, e isso os separa. Quando ela se encontra no espaço, sua única forma de comunicação é por e-mail, que demora cada vez mais para ir e vir, enquanto as naves espaciais viajam para fora do sistema solar. Seu amor sobreviverá à distância e o vácuo do espaço? O anime é um drama romântico que se passa em um futuro plausível onde a exploração espacial é realidade.

Ate hoje esta é uma animação é linda de se ver, e tocante como a distancia pode mudar uma vida. É incrível como esse OVA de apenas 22 minutos, pode te prende e passa os sentimentos dos personagens. Você ver o desenvolvimento da história e dos personagens chega a ser angustiante já que tudo parece levar a um final nada feliz.

Hoshi no koe – Trailer:

– EGAO – Videoclipe  (2003) 

Esse foi uma animação feita para ilustrar uma musica da cantora Hiromi Iwasaki, onde vemos uma jovem garota em suas diferentes fases da vida, ao lado do seu animalzinho de estimação.

EGAO:

– Kumo no Mukou, Yakusoku no Basho (2004).

Sinopse: Numa linha temporal alternativa, o Japão foi dividido depois de ter perdido a II Guerra Mundial: Hokkaido foi anexada pela “União”, enquanto que Honshu e outras ilhas meridionais ficavam sob a soberania dos EUA. Uma torre gigantesca mas misteriosa foi construída em Hokkaido, e podia ser vista claramente de Aomori (a província de Honshu mais a norte), para além do estreito de Tsugaru. No verão de 1996, três estudantes do 9º ano fizeram uma promessa de que um dia iriam construir um avião e desvendar o mistério da torre, mas esse projeto foi abandonado depois da garota, Sawatari Sayuri, ter começado a experienciar uma desordem do sono e ter sido transferida para Tóquio, para obter melhor tratamento. Três anos mais tarde, Hiroki Fujisawa descobriu, acidentalmente, que Sayuri tem estado em coma desde essa época, e pediu a Takuya Shirakawa para o ajudar a revivê-la. Aquilo que eles ainda não sabem é que a inconsciência de Sayuri está, de alguma forma, ligada com os segredos da torre e do próprio mundo.

Essa foi a segunda obra que eu vi desse diretor e é uma das minhas preferidas! Beyond the clouds é uma linda historia de amor e amizade que transcendem o tempo e as dificuldades. Essa obra foi uma das que mais deram destaque para o jovem Makoto Shinakai, principalmente pela qualidade da animação, levando em conta o padrão da época. Para você ter uma ideia de comprara essa obra já tem 13 anos , 2017, e impressiona a muitos até hoje.

Kumo no mukou, Yakuzoku no Bashou – Trailer: 

 

– Byousoku 5 Centimeters (2007): 

Sinopse: A história gira em torno de dois amigos de infância: Akari e Takaki, que, quando eram pequenos, eram inseparáveis, mas um dia que Akari teve que se mudar por causa dos empregos dos pais.
Na primeira parte do filme, denominada “Oukashou”, eles passam a comunicar por cartas até que Takaki descobre que irá se mudar também, para o canto oposto de Akari no Japão. Sabendo que depois disso seria muito difícil se reverem, eles decidem se encontrar e Takaki vai visitar Akari numa viagem de trem.
Byousoku é uma das obras que mais mexeu comigo em todos esses anos que assisto animes. Essa obra foi, para mim, foi a que mostrou o verdadeiro potencial do Makoto Shinkai. Além de ter sido o meu primeiro contato com as obras do diretor, Byousoku, foi a primeira obra que me fez refletir durante muito tempo sobre: Relacionamentos a distancia e as dificuldades que a vida te proporciona. Essa animação foi um baque emocional muito grande para mim, já que não estava acostumado com um desenvolvimento e um final como o desse filme. A animação, como sempre, é um ponto forte nessa obra, mas dessa vez a trilha sonora foi um diferencial absurdo para a composição da obra. Eu confesso que essa é uma das obras que mais tenho paixão do Makoto e ela sempre será um marco na minha vida como pessoa e como autor.
Em 2014 a Newpop trouxe o mangá de Byousoku aqui para o Brasil em dois volumes que contam a história do filme. É importante ressaltar que o mangá tem um final um pouco mais a frente do que o filme termina, fora que também deixa a situação bem mais clara para o leitor. Essa é uma recomendadíssima leitura
Byousoku 5 centimenters – Trailer:

– Neko no Shuukai (2007):

 

Uma pequena e divertida história que mostra um grupo de gatos que querem se vingar dos humanos por sempre pisarem acidentalmente nos seus rabos.

Neko no Shuukai :

– Hoshi o ou Kodomo (2011):

Sinopse: Asuna vive uma vida solitária. Seu pai faleceu e sua mãe está sempre ocupada com o trabalho no hospital. Sua única diversão é usar o cristal dado por seu pai para escutar seu rádio. Um dia, ela se vê em perigo ao encontrar um “urso” que está atacando pessoas da sua vila e é salva por Shun, um misterioso garoto que diz ser de Agartha, e esse encontro acaba por mudar sua vida para sempre.

Essa é uma linda obra do Miyazaki… Não pera, essa obra é do Makoto mesmo! Sim, a excelente obra Hoshi o Ou kodomo, lfoi lançada no ano de 2011,e mais uma vez, colocou um novo patamar de qualidade no mundo da animação. Essa obra se difere bastante do estilo das obras do Makoto em geral, mas ainda sim é uma obra muito emocionte e bem trabalhada. Outra coisa que chama a atenção , sem dúvidas, é a semelhança do traço desse filme com as obras do grande Hayao Miyazaki, o que na minha opinião, foi uma homenagem ao diretor.

Hoshi wo Ou Kodomo – Trailer:

 

– Dareka no Manazashi (2013)

Sinopse: Este curta conta a história de Aya, que há dois anos saiu de casa para trabalhar. Com isso, e pai de Aya passou a viver sozinho com sua gata Mii-san. Após um longo dia no trabalho, enquanto Aya tenta dormir, ela lembra do tempo em que sua família vivia junto. Lembra da tristeza que sentiu quando sua mãe teve que ir embora, e como ficou feliz no dia que seu pai trouxe Mii-san para confortá-la. Então, ela recebe uma ligação…

 
Esse curta me fez lembrar muito de uma das suas primeiras obras que foi o  Kanojo to Kanojo no Neko, que  tem sua beleza própria na obra. E mais uma vez, com excelência, o Makoto trouxe uma explosão de cores e sentimentos, em uma obra de pouco mais de 6 minutos.

Dareka no Manazashi: 

– Kotonoha no Niwa (2013)

 

Sinopse: O Jardim das Palavras(Kotonoha no Niwa , Takao, que está treinando para ser sapateiro, matou aula e está desenhando sapatos em um jardim Japonês. Ele conhece uma misteriosa mulher, Yukino, que é mais velha do que ele. Então, sem marcar os horários, os dois começam a se ver periodicamente, mas somente em dias chuvosos. Eles aprofundam sua relação e se abrem um para o outro, mas o fim da temporada de chuva logo se aproxima…

Essa é a minha segunda obra favorita do Makoto, e é uma das mais belas histórias que eu já tive o prazer de ler e assistir.  Nessa obra já começamos a notar um nível de animação , de novo, surreal quebrando barreiras e barreiras nesse quesito. Essa obra foi tão aclamada que recebeu vários prêmios no japão e no mundo.  A obra conta com uma história curta e emocionante, aonde mais uma vez vemos o empecilho para uma relacionamento acontecer. Todavia, essa obra teve um final feliz para ambos os personagens, mesmo eu preferindo algo mais concreto.
Assim como em Byousoku 5 centimenters o mangá veio para o Brasil através da editora newpop, o filme adptado para um mangá de volume único e também deixa o final mais claro para os fãs da obra.

Kotonoha no Niwa Trailer:

– Kimi no na wa (2016)

Sinopse: A história se passa um mês após um cometa cair pela primeira vez em mil anos no Japão. Mitsuba, uma colegial que vive no campo, quer viver na cidade porque ela está cansada da vida no país. Então, há Taki, ele é um estudante do ensino médio que vive em Tóquio com seus amigos enquanto trabalhava como em meio período em um restaurante italiano. Ele também tem um forte interesse em artes plásticas envolvendo arquitetura. Um dia, Mitsuba sonhou de si mesma como um homem jovem. Por outro lado, Taki também tem um sonho em que ele é uma estudante cursando o ensino médio na zona rural. Qual é o segredo por trás de seus sonhos?

Kimi No na Wa é um a melhor obra do Makoto shinkai na minha opinião e de muitos críticos. Foi uma experiência unica ver essa obra no cinemas e com toda a certeza ela vai te emocionar com a qualidade da história, trilha sonora e animação. Esse filme me fez esperar durante praticamente um ano para assisti-lo, porém toda a espera mais do que valeu a pena. Falarei mais sobre o filme na nossa review do mesmo.

 

BÔNUS ROUND: Aqui está um compilado de comercias que o diretor fez para o canal NHK: 


Bom, espero que tenham gostado desse artigo, não deixem de comentar, curtir e compartilhar esse post caso tenha gostado.