Filme: Kumo no Mukou, Yakusoku no Basho

Diretor: Makoto Shinkai

Estúdio: Comix Wave Films

Duração: 90 minutos.

Faixa etária: +13

Período de exibição: 20 de Novembro de 2004

Sinopse: Numa linha temporal alternativa, o Japão foi dividido depois de ter perdido a II Guerra Mundial: Hokkaido foi anexada pela “União”, enquanto que Honshu e outras ilhas meridionais ficavam sob a soberania dos EUA. Uma torre gigantesca mas misteriosa foi construída em Hokkaido, e podia ser vista claramente de Aomori (a província de Honshu mais a norte), para além do estreito de Tsugaru. No verão de 1996, três estudantes do 9º ano fizeram uma promessa de que um dia iriam construir um avião e desvendar o mistério da torre, mas esse projeto foi abandonado depois da garota, Sawatari Sayuri, ter começado a experienciar uma desordem do sono e ter sido transferida para Tóquio, para obter melhor tratamento. Três anos mais tarde, Hiroki Fujisawa descobriu, acidentalmente, que Sayuri tem estado em coma desde essa época, e pediu a Takuya Shirakawa para o ajudar a revivê-la. Aquilo que eles ainda não sabem é que a inconsciência de Sayuri está, de alguma forma, ligada com os segredos da torre e do próprio mundo.

Esse é um dos primeiros longas do diretor Makoto Shinkai e é uma experiência unica quando se trata de animação e trilha sonora. Essa obra completa agora, 2017, mais de 13 anos de seu lançamento e n tenho dúvidas que é o melhor trabalho artístico do ano de seu lançamento, 2004. A história não é uma obra prima, comparada a outras obras desse diretor, mas é com toda certeza uma boa história para os fãs de romance e ficção.  Como disse, os pontos fortes são a excelente animação, que  se equipara a boas obras na atualidade,  e a excelente trilha sonora, que é sempre um ponto forte nas obras desse diretor. Recomendo muito deem uma olhada nessa obra e nas outras desse diretor, todas elas estão disponíveis aqui.